• Redação

CORONAFEST: Polícia acaba com aglomeração de 200 pessoas em balneário



Um domingo que é para todos estarem em casa, aqueles que prezam pela “saúde e a vida” em plena Pandemia, fizeram diferente em Ariquemes, há 200km da Capital. Uma praia do rio Jamari foi tomada por um verdadeiro mar de pessoas, que desrespeitam o distanciamento social em virtude da COVID19.


Neste domingo (7), a praia do rio Jamari serviu de palco para uma vergonha aos mais de 100 mil habitantes de Ariquemes, trata-se da dispersão que a Polícia Militar fez, informações dão conta de que, cerca de 200 pessoas estavam na “Prainha do Mutirão”, desobedecendo a lei de distanciamento e fazendo aglomerações com crianças e idosos, bebidas e churrascada.

Com a aglomeração irresponsável, 7 guarnições da Polícia Militar que estavam ativas nas ruas de Ariquemes, “mantendo a ordem e garantindo aos cidadãos de bem a segurança”, foram obrigadas a se deslocarem para fazer a dispersão dos populares, que não respeitaram o isolamento social e decorrência da COVID19, lembrando que até esse domingo (7/06) Rondônia registrou 8,1 mil casos de Coronavírus com 235 mortes.

Ariquemes que está no estágio 3, com a flexibilização do comércio corre o risco de cair para 2 ou 1 e até Lockdown (Uma imposição do Estado que significa bloqueio total para desacelerar a propagação do novo Coronavírus, quando as medidas de isolamento social e de quarentena não são suficientes e os casos aumentam diariamente).

Um dos populares que acompanhou a ocorrência desabafou. “É inadmissível ver a polícia estar correndo risco de vida, para defender a população, para garantir que a ordem seja cumprida em Ariquemes e hoje deparamos com uma cena caótica dessa, centenas de pessoas reunidas”, desabafou um popular.


Fonte: Rondônia Ao Vivo