Deputado Anderson participa de reunião por videoconferência para tratar de medidas urgentes para sal

Deputado Anderson participa de reunião por videoconferência para tratar de medidas urgentes para salvar os setores comercial e produtivo de Rondônia

Na tarde desta segunda-feira (01) o Presidente da Assembleia Legislativa Aléx Redano, a pedido do Deputado Anderson Pereira, convocou uma reunião para tratar sobre a situação econômica e setor comercial do estado de Rondônia. Foram convidados o Ministério Público, o Chefe da Casa Civil Júnior Gonçalves, o Secretário de Estado da Saúde Fernando Máximo e representantes do setor econômico do estado, tanto dos setores produtivos e comercial. Participaram também da reunião os parlamentares Alan Queiroz, Chiquinho da Emater, Cirone Deiró, Eyder Brasil e Ezequiel Neiva. A reunião aconteceu de forma online e também presencial.

Durante sua fala Anderson Pereira destacou que a maior parte do comércio são varejistas, que precisam trabalhar para pagarem suas contas. “Se ele não vende, como vai pagar seus boletos no fim do mês?” questionou o parlamentar. Foi destacado pelo parlamentar que a Assembleia Legislativa necessita participar das decisões que são tomadas durante a elaboração do decreto quando abre ou fecha o comércio.

Foram discutidas alternativas que possam trazer o equilíbrio entre a necessidade de salvar vidas e a manutenção da atividade econômica do estado, considerando cada uma de suas particularidades, evitando um colapso na economia.

O Presidente da ALE irá criar um comitê de acompanhamento da situação econômica, comercial e setor produtivo do estado. A comissão será composta por três parlamentares, presidida pelo Deputado Anderson e conjunto aos deputados Alan Queiroz e Eyder Brasil. Haverá também a participação de um representante de cada setor produtivo, com objetivo de apresentar sugestões e idéias que serão encaminhadas ao Ministério Público e Governo do Estado como forma da Assembleia Legislativa levar os anseios e a realidade de cada seguimento do comércio e setor produtivo do Estado para que a decisões seja tomada em conjunto.

Sem-título-1.png