• Redação

Secretaria de Saúde realiza Audiência Pública para apresentar Relatório Quadrimestral da Pasta

Nas dependências da Câmara Municipal de Espigão d’Oeste nessa sexta-feira (10) em Audiência Pública foi apresentado aos interessados os números da Secretaria de Saúde do último quadrimestre. Apesar dos bons números a pasta vem sofrendo com diversos problemas, tanto com a falta de medicamentos, onde a secretaria já se pronunciou através de uma nota que está aguardando a empresa que ganhou a licitação entregar, quanto também com a falta de produtos de limpeza, mas que também segundo a diretoria do Hospital já estaria solucionado.

Das doenças de Risco que o município vem enfrentado foi citado que um dos grandes problemas da Saúde Municipal é o combate a Dengue, A Organização Mundial da Saúde estabelece que a taxa ideal recomendada é de menos de 1% de índice de infestação, hoje o município tem o índice de 4,9% ou seja a cada 100 casa pelo menos 5 tem foco de mosquito da dengue, isso de uma forma geral, em todas os bairros e distritos do município.

O Secretário de Saúde aproveitou para explanar que o lixo é o principal fator de risco, porém não é aquele lixo doméstico colocado em uma sacola e levado pelo município, o maior problema tem sido os copos plásticos, latas, pneus, e outros tipos de lixo que são deixados expostos pela população nos quintais de suas residências ou até mesmo nas ruas.

O Secretário durante a sua fala aproveitou e agradeceu a presença dos Vereadores Aluízio Lara, Réga e a Vereadora Lirvani Storch que estavam presentes desde o ínicio da Audiência. durante a explanação chegaram e estiveram presentes também os vereadores Zonga, Genesio e Joel.

A Vereadora Lirvani Storch destacou durante a audiência que os atos públicos devem ser mais transparentes, a Audiência é de extrema importância para que se apresente os números, porém grande parte da população não pode comparecer nesses horários e é preciso que se leve essa informação para sociedade de forma mais clara e em todos os âmbitos, sendo através da imprensa escrita, falada, televisiva (se possível) e internet, e esse é um papel dos gestores municipais, de levar até os meios de comunicação a informação.

Fonte: Espigão Agora

#EspigãoAgora #SAÚDE